AsBEA participa de debate na festa de comemoração dos 10 anos da Abramat

10anosabramat

abramatDurante o evento organizado em comemoração aos 10 anos da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção), que reuniu importantes membros de entidades, governo e empresários, o presidente da AsBEA (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura), Eduardo Sampaio Nardelli, falou sobre os temas, Valorização da Inovação e Tecnologias da Informação e Comunicação, em debate sobre as Transformações da Cadeia da Construção – Visões para os próximos 10 anos (2014 – 2023).

Nardelli ressaltou a importância da quebra de paradigma na construção civil brasileira, onde é necessário estabelecer novos processos e maneiras de construir, desde residências até infraestrutura. Segundo ele, “o Brasil esbarrou no teto da produtividade e para avançarmos precisamos mudar conceitos. Entre eles está o das próprias construções, que precisam ter um salto qualitativo e serem pensadas de acordo com o ciclo de vida”.

O consenso do debate foi a necessidade de criação de uma agenda comum do setor para o desenvolvimento de ações políticas mais integradas. Sobre diferentes assuntos falaram Walter Cover, presidente da Abramat; Cláudio Conz, presidente da Anamaco; José Carlos Martins, presidente da CBCI; Francisco Ferreira Cardoso, professor da USP; Alex Abiko, professor da USP, foi o mediador.

O cerimonial como um todo teve início com a exibição de um vídeo institucional, resumindo as ações e os principais personagens da Abramat. Na sequência, o presidente do conselho da entidade, Marcelo Chamma, parabenizou a associação por defender prioridades como as desonerações, a qualidade dos negócios e a produtividade. Walter Cover, presidente da associação explicou que a ABRAMAT trabalha em conjunto com seus associados e parceiros para o desenvolvimento da construção civil no Brasil. Os números divulgados pela entidade geram estatísticas do setor que auxiliam ações, fomentando a demanda para o crescimento social, equilibrado e sustentável do Brasil.

Fonte: AsBEA

Entre em contato

Não estamos disponíveis no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós reponderemos, o mais cedo possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?