Iphan aprova tombamento de prédio do IAB em São Paulo

IABSPRafael-Schimidt

Prédio do IAB-SP, no centro da capital paulista. Imagem: Rafael Schimidt/IAB.

Erguido entre 1947 e 1950, o prédio-sede do Instituto de Arquitetos do Brasil em São Paulo foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no último dia 25/11.

O departamento paulista do Instituto foi criado em 1943 e três anos depois realizou um concurso público para projetar sua sede.

A comissão de juízes, formada, entre outros, por Oscar Niemeyer (1907-2012) e Gregori Warchavchik (1896-1972), decidiu por um projeto conjunto entre as três equipes finalistas, constituída por Rino Levi, Roberto Cerqueira Cesar e Miguel Forte.

Localizado no centro de São Paulo, o prédio sediou escritórios de profissionais renomados, como o próprio Rino Levi, Oswaldo Correa Gonçalves, Fábio Penteado, Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha. Também abrigou obras de artistas importantes como Alexander Calder, Antônio Bandeira e Bruno Giorgi.

“A motivação para o tombamento federal está respaldada em valores históricos, visto que o imóvel é representativo da trajetória e elemento de afirmação da Arquitetura moderna brasileira”, aponta o Iphan, em seu comunicado oficial, “bem como da profissão de arquiteto, representada pelo papel desempenhado pelo IAB. Há também os valores artísticos do edifício, como bem de destaque da arquitetura moderna, já reconhecido no meio técnico e acadêmico”.
Fonte: IAB/SP e Iphan, com informações da redação

Entre em contato

Não estamos disponíveis no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós reponderemos, o mais cedo possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?