Rio autoriza a construção de “Paradas Cariocas” inspiradas em parklets

Por Romullo Baratto

Parklet na Rua Augusta, São Paulo.

Parklet na Rua Augusta, São Paulo.

Inspirado no exemplo de São Paulo, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, aprovou recentemente uma lei que permite a instalação de parkets em algumas regiões da cidade. Chamadas de Paradas Cariocas, as estruturas seguem a mesma lógica das plataformas paulistanas, podendo ocupar o espaço de uma ou duas vagas de automóveis nas ruas.

Qualquer interessado pode submeter uma proposta de construção à sua subprefeitura. O projeto será, então, analisado e receberá uma concessão de um ano, renovável por mais um. O decreto abrange a cidade inteira, porém, as estruturas temporárias só podem ser construídas em ruas cuja velocidade máxima não seja superior a 50km/h.

Todos os parklets deverão apresentar uma placa com a inscrição “espaço público” e estar, no mínimo, a 40 centímetros de distância das vagas de estacionamento mais próximas. Não poderá haver Paradas Cariocas em esquinas, locais de travessias de pedestres, pontos de táxi ou de ônibus nem em frente a rampas de acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

Pioneira no país, a iniciativa de São Paulo completou recentemente um ano da construção do primeiro parklet na cidade, localizado na Avenida Paulista e realizado pelo Instituto Mobilidade Verde. Hoje a organização já é responsável por 18 dessas plataformas, que estão espalhadas por bairros como Pinheiros, Vila Madalena, Jardins e Vila Mariana.

Fonte: Archdaily

Entre em contato

Não estamos disponíveis no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós reponderemos, o mais cedo possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?