Soluções acústicas para o escritório do Banco BTG Pactual, em São Paulo

Case_BancoBTGPactual_foto01Projeto considerou área de escritórios e mesa de operações, além de distintos ambientes como o auditório e refeitório, e propôs soluções acústicas para os diferentes usos.

Entre as principais necessidades do escritório do BTG Pactual, banco de investimentos com atuação nas áreas de Asset Management, Wealth Management e Investment Bank, na avenida Faria Lima, em São Paulo, a privacidade foi a preocupação mais importante do projeto acústico.

Com 12.700 m², distribuídos em quatro andares, além dos escritórios e mesa de operações, ambientes como o auditório e refeitório também requeriam soluções adequadas. De acordo com Marcos Holtz, sócio diretor da consultoria Harmonia Davi Akkerman + Holtz, para cada situação era necessário oferecer diferentes soluções em acústica. Nas áreas de escritório panorâmico, por exemplo, foi especificado um forro acústico de alta absorção (alpha w superior a 0.90) e o controle do ruído de fundo ficou entre 44 e 48 dBA, a fim de oferecer uma boa condição de privacidade.

Na Arena, uma área voltada à mesa de operação, onde trabalham profissionais sob alto nível de stress e onde a comunicação verbal é muito importante, a análise da qualidade da comunicação levou em conta o controle da reverberação.

Case_BancoBTGPactual_foto02

Já no auditório a demanda era o baixo ruído de fundo, reverberação controlada e geometria adequada. “Para obtenção de baixo ruído de fundo o projeto previu controle das fontes, no caso os equipamentos, além da recomendação do uso de portas acústicas e antecâmaras nos acessos”, explica Holtz. O controle da reverberação foi resolvido com a especificação de forro acústico de alta absorção (alpha w superior a 0.90) e com a intervenção na geometria do ambiente por meio de baffles, o que permitiu a eliminação de reflexões atrasadas, que deteriorariam a inteligibilidade comunicação no auditório.

Case_BancoBTGPactual_foto03

Para o refeitório, a solução foi adoção de laje com forração de espuma acústica incombustível escamoteada, além de forros acústicos alta absorção com mini baffles, produzidos com chapa metálica perfurada e preenchidos com lã mineral.

Case_BancoBTGPactual_foto04

Holtz destaca que neste projeto muitas soluções foram customizadas. “Propusemos soluções específicas, que não são produtos de linha dos fabricantes. Por isso, foi necessário testar protótipos para nos ajudar a definir as melhores maneiras de obter o resultado desejado. O protótipo das salas foi utilizado, inclusive, para medir o desempenho acústico de diversos tipos de divisórias e verificar quais atendiam aos níveis especificados em projeto”, ressalta Holtz.

Fonte: Pro Acústica

Entre em contato

Não estamos disponíveis no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós reponderemos, o mais cedo possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?