Entrevista Rosa Kliass: 80 anos de vida

rosa kliasEm entrevista realizada no dia 20 de novembro, via internet, a arquiteta e urbanistas falou à Assessoria de Comunicação do CAU/BR sobre a homenagem pelo Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Museu da Casa Brasileira e ABAP, no dia 24/11. Rosa Kliass completou 80 anos e foi pioneira no segmento do paisagismo no País, tendo papel fundamental no reconhecimento e expansão da categoria, aliando sucesso profissional à liderança nas entidades de classe.
ASCOM: Como a senhora se sente sendo homenageada pelo Governo do Estado de São Paulo, a Secretaria de Cultura, o Museu da Casa Brasileira e pela associação que a senhora ajudou a fundar, a ABAP?

ROSA KLIASS: “É uma sensação de missão cumprida. Como se eu estivesse num promontório olhando o caminho feito. Foi um caminho árduo, porém prazeroso”.

ASCOM: São 80 anos de vida e mais de 50 anos de profissão. Você acompanhou diversas mudanças na Arquitetura e Urbanismo que aconteceram no Brasil. Se você pudesse destacar uma grande mudança da prática profissional dos anos de 1950 para hoje qual seria?

ROSA KLIASS: “Na verdade, posso destacar uma que eu ajudei a promover que foi a institucionalização do campo da Arquitetura Paisagística como área independente da Arquitetura e do Urbanismo”.

ASCOM: A fundação da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas – ABAP aconteceu há cerca de 30 anos e contou com sua intensa participação. O que você acha que a ABAP representa hoje para o arquiteto paisagista brasileiro. Ela cumpre com os objetivos inicias?

ROSA KLIASS: “O tempo das instituições é outro, veja os 50 anos que levaram para nascer o CAU. A ABAP é uma instituição jovem, tem ainda muito que vivenciar para se tornar madura. Mas os colegas são da maior qualidade e eles vão conseguir chegar aos objetivos propostos”.

ASCOM: Durante o “CAU Conversa com Rosa Kliass”, a senhora deixou bem claro sua preocupação com a questão da sustentabilidade. Como você acha que o profissional de Arquitetura e Urbanismo deve se posicionar em relação a esse assunto?

ROSA KLIASS: “Essa é uma questão que perpassa a questão profissional e passa ao âmbito da questão ética. Se acreditamos realmente que a questão da sustentabilidade é vital, e ela realmente é, devemos nos comportar de forma a reforçar essa posição. Eu costumo dizer que é preciso sempre questionar a demanda.”

ASCOM: O evento que a senhora será homenageada contará com o relançamento do livro “Rosa Kliass: desenhando paisagens, moldando uma profissão”. Você pode falar um pouco sobre o livro?

ROSA KLIASS: “O livro foi lançado por ocasião da Sala Especial na Bienal de Arquitetura, onde eu celebrava os 50 anos de profissão. “Desenhando Paisagens – Moldando uma Profissão”. Fiquei muito feliz quando o SENAC disse que a edição estava esgotada e iria ser lançada uma nova edição”.

Fonte: ASCOM – Assessoria de Comunicação do CAU/BR

0 Comentários

Envie uma Resposta

Entre em contato

Não estamos disponíveis no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós reponderemos, o mais cedo possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?